Você não vê muitos astros de filmes e novelas, atletas e outras celebridades falando sobre pornografia. A fama geralmente os torna muito cuidadosos com o que dizem à grande mídia, especialmente com relação a temas que muitas pessoas consideram um tabu.

No entanto, diante de tantas evidências científicas sobre os impactos destrutivos da pornografia, cada vez mais celebridades têm se posicionado e expressado suas opiniões sobre a prevalência da pornografia na sociedade, e sobre como ela os afetou pessoalmente.

Encontramos três astros dos filmes hollywoodianos que já falaram sobre o tema publicamente. É claro que há muitas outras celebridades que são contra a pornografia, mas estes três têm sido alguns dos mais influentes, corajosos e esclarecedores, ao abordar os impactos causados pela pornografia.

28-crews

Terry Crews

Crews falou pela primeira vez sobre pornografia em seu livro “Manhood” (Masculinidade), onde ele se abriu sobre como se viciou aos 12 anos, e como esse hábito de ver pornografia afetou profundamente seu casamento. No ano passado, Terry começou a usar o recurso de vídeos ao vivo no Facebook para falar profundamente sobre sua luta, de como isso estragou suas relações, e como ele finalmente superou o problema. Nesses vídeos, ele obteve mais de 8 milhões de visualizações; Terry Crews chamou sua série de vídeos de “dirty little secret” (Segredinho Sujo).

“A pornografia se tornou um problema, eu penso que ela é um problema mundial”, disse Terry em seu primeiro vídeo. “A pornografia bagunçou minha vida de muitas maneiras. Várias pessoas negam isso e dizem: ‘ei cara, não há como alguém ser viciado em pornografia’. Mas vou lhe falar uma coisa: se o dia se tornar noite e você continuar assistindo, você provavelmente tem um problema com a pornografia. E essa era a minha situação”.

“Se o dia se tornar noite e você continuar assistindo, você provavelmente tem um problema com a pornografia” (Terry Crews).

Falar sobre o tema de maneira tão sincera rendeu a Terry milhões de visualizações, e seus vídeos chegaram a grandes canais e programas norte-americanos, como CNN e Today Show, gerando uma grande discussão nacional sobre os prejuízos causados pela pornografia.

Em um trecho de sua entrevista no programa de Tom Joyner, Crews e sua esposa há 25 anos, Rebecca, falaram sobre os efeitos que a pornografia causou no relacionamento deles:

Joyner: “Terry, você tinha uma coleção (de pornografia) ou apenas assistia online?”.

Crews: “Online. Não era uma coleção; eu era esperto o suficiente para não deixar nada em casa… Eu sofri muito com isso. Eu era um bom pai, bom marido – o pacote completo. Mas na minha mente, eu precisava de algo como a pornografia para relaxar. Isso é quase como você não admitir que é alcoólatra ou algo do tipo. Mas a questão é que você não pode viver em dois mundos, e eu fui me tornando mais e mais distante de Rebecca. A pornografia é uma assassina da intimidade. Ela começa a criar um muro entre as pessoas. Muitas pessoas se divorciam e nem mesmo entendem como o divórcio começou. No meu caso, ela (Rebecca) não me pegou no flagra. Na verdade, ela me disse: ‘tem alguma coisa errada com você’, e finalmente eu tive de admitir que tinha algum problema… Eu percebi que não conseguia parar”.

28-levitt

Joseph Gordon-Levitt

Todos nós gostamos do que o JGL faz, certo? Aqui está um motivo para gostar dele ainda mais. Em 2013, Joseph Gordon-Levitt estreou um hit no cinema sob sua direção. O amplamente aclamado “Don Jon”, se tornou tópico de grande discussão na mídia por causa do assunto que o filme aborda – pornografia.

A mídia descreveu o filme como uma simples perspectiva sobre pornografia, e muitos foram ao cinema para ver por esse motivo (nota: o filme tem várias imagens que podem ser provocantes). No entanto, logo após assistir ao filme, muitos perceberam do que o filme realmente tratava: amor, relacionamentos e as falsas representações de ambos na pornografia e na mídia.

No filme, que foi escrito, dirigido e protagonizado por Gordon-Levitt, as características de Jon (o protagonista do filme) são a boa aparência de um “machão” que não tem problema com as mulheres. No entanto, independente das lindas mulheres com que ele se encontra, e ainda mais depois de ele entrar em um relacionamento com sua garota dos sonhos, encenada por Scarlett Johansson, ele percebe seu vício severo em pornografia, e então admite que as mulheres reais ou sexo real não se comparam ao pornô.

Em uma entrevista falando sobre o seu personagem e sobre a mensagem do filme, Gordon-Levitt falou:

Tudo na vida de Jon é como uma via de mão única. Ele não se conecta com ninguém. E isso se aplica às mulheres… Elas são apenas mais um item em sua lista de tarefas. Ele não as escuta, apenas pega. No início do filme, ele está insatisfeito, pois encontra uma jovem no bar e compara ela com a lista de qualidades de tudo que ele gosta de ver nos vídeos pornográficos. Obviamente, um ser humano real não pode ser avaliado dessa forma pois existe uma diferença fundamental entre um ser humano e uma imagem em uma tela”.

Desde que fez o filme, Gordon-Levitt está aberto para falar sobre como a mídia e a pornografia retratam negativamente a vida das pessoas e os seus relacionamentos.

28-brand

Russel Brand

vídeo em que Russel Brand discursa sobre os efeitos do vício em pornografia rapidamente se tornou um viral. Com mais de 2,8 milhões de visualizações, pessoas de todo o mundo têm falado sobre o comediante/ativista que citou a ciência e as pesquisas sobre o vício em pornografia e também compartilhou suas experiências com isso.

O vídeo ganhou muita atenção foi então que Brand postou outro vídeo, depois de uma semana, respondendo aos comentários do vídeo anterior, esclarecendo as dúvidas das pessoas sobre o assunto com seu belo vocabulário e seu grande conhecimento sobre o assunto.

Quando se trata de pornografia, Russel Brand sabe o que faz, e não tem medo de falar sobre o assunto.

*Texto traduzido e adaptado de “7 Hollywood stars who are speaking out against porn?”.  Disponível em: http://fightthenewdrug.org/8-hollywood-stars-who-dont-watch-porn/

Tradução: Felipe Gonsioroski | Revisão: Miguel Dolny

O que você pode fazer?

Junte-se a esses talentosos astros, e tome a atitude de lutar. Compartilhe este texto para que mais pessoas conheçam os impactos destrutivos da pornografia, e vejam que pornografia não é legal.

Baixe gratuitamente: 2 eBooks + 1 PPT para lutar contra a pornografia.

Relacionados: