Você já se perguntou se seu namorado tem problemas com a pornografia? Eu acredito que muitas pessoas simplesmente assumem que seus companheiros veem pornografia e aceitam isso como se fosse a norma. Mas entenda o que tenho a dizer: nem todo homem vê pornografia (e muitos dos que veem gostariam de parar).

Uma pessoa não precisa ser viciada para sofrer com a pornografia. Ela está sempre vindo ao nosso encontro, em redes sociais, grupos de whatsapp e propagandas hiper-sexualizadas em qualquer canal televisivo ou website convencional. Eu, intencionalmente sou muito cuidadoso, e utilizo filtros bem restritos em meu computador, celular e televisão, porque não a quero em minha vida. Eu não quero me preocupar com popups enquanto faço uma pesquisa para minhas aulas, só porque as ferramentas de busca identificaram que sou homem. Só porque me inscrevi em sorteios de ingressos para a copa do mundo, isso não significa que quero receber emails com mulheres nuas. Eu só posso falar de minhas própria experiência e a de homens com que converso, mas você não imagina até onde os homens precisam ir para garantir que não serão alvos da pornografia no seu dia-a-dia.

Então, você pode se perguntar: se a pornografia é algo que bombardeia as pessoas em todos os meios possíveis, será que meu namorado (ou namorada) também sofre com isso?

A resposta direta: provavelmente sim.

O fato é que a maioria dos homens e mulheres já tiveram algum tipo de contato com a pornografia. No Brasil, pesquisas indicam que essa é a realidade para 98,5% das pessoas. Entre os homens, 79,18% afirmam realizar acessos no mínimo uma vez por mês.

Assim sendo, fica claro que a pornografia é algo relevante, e precisa ser discutida. Então, como é que você poderia levantar essa questão com a pessoa que ama?

Não há checklists ou respostas prontas para os problemas que a pornografia traz, mas aqui seguem algumas observações importantes para ajudar você nesse desafio:

Não tem problema você puxar o assunto

Há duas possibilidades para começar uma conversa sobre pornografia. Ou ela acontece quando alguém descobre que a outra pessoa está vendo pornografia, ou quando uma das duas pessoas puxa o assunto voluntariamente.

Se você descobrir que seu seu namorado vê pornografia, tente reagir com calma e dizer algo como: “eu vi isso, e estava pensando se é algo que você já faz há muito tempo, e se é algo do que você tem lutado para se livrar”. Talvez tenha sido uma má decisão da qual ele se arrepende. Talvez seja uma situação que já aconteça há tempos. Em qualquer das ocasiões, essa é uma questão muito importante para ser ignorada.

Ao mesmo tempo, perguntar os detalhes sobre quais websites ou imagens ele vê pode não ajudar muito. Um interrogatório assim só traria mais culpa e vergonha e não seria muito produtivo para o relacionamento.

Seria muito bom se ele tivesse puxado o assunto, e se esse for o caso, diga-lhe que você aprecia o fato de ter trazido à tona essa questão, pois isso deve ter exigido coragem e confiança. E depois de discutirem esse assunto, não se sinta pressionada a dar sua resposta imediatamente. Está tudo bem se você precisar de um tempo para processar essas informações. Essa novidade pode ter sido chocante para você, então é melhor pensar com calma do que reagir no calor do momento.

Devo terminar com ele?

Ver pornografia não é nada saudável, e a vida é muito melhor sem ela, mas isso não necessariamente significa que a pessoa que a vê seja “má”.

Pode ser fácil vilanizar e condenar todas as pessoas que veem pornografia, independente de como começaram ou porque continuam a fazer isso, mas isso não ajudaria muito. Reduzir seu valor somente a seu passado com a pornografia nega quem essa pessoa é, sua personalidade e seu coração.

Então, aqui vai uma sugestão para você refletir: mais importante do que a experiência de uma pessoa com a pornografia, é a atitude dela com relação a essa experiência.

Claro que pode ajudar saber a frequência com que ele vê pornografia, mas além disso é muito importante compreender por que e como começou e continua a ver – e o que ele pensa sobre tudo isso. Por que ele continua vendo? Ele está fazendo algo para tentar parar de ver?

Uma grande quantidade de consumidores de pornografia são pessoas amáveis, que se sentem presas a esse vício. Mais de 72% das pessoas que consomem gostariam de parar. Elas querem se esconder, pois não se sentem dignas de serem amadas. Às vezes as pessoas usam a pornografia como uma fuga para questões difíceis que acontecem em sua vida. Muitas vezes, ouvem tanto outras pessoas focarem no fato de que é muito difícil parar de ver que passam a pensar que nunca vão conseguir.

Não é possível fornecer uma resposta pronta, se é melhor você terminar com ele ou se é certo estar em um relacionamento em que a outra pessoa tem problemas com a pornografia. Claro que você pode buscar ajuda de pessoas próximas de confiança, ou de um profissional – psicólogo, pastor ou conselheiro -, mas no fim das contas isso é algo que só você pode decidir.

Transparência e conscientização

Se seu companheiro expressar um desejo de parar de ver pornografia, você pode desafiá-lo a criar um plano de ação e compartilhar com você o que ele vai fazer para superar esse desafio. Incentive-o a buscar ajuda para isso.

Se você decidir continuar nesse relacionamento, a melhor coisa que pode fazer é deixar claro quais são suas expectativas, apoiar seu companheiro nas medidas concretas que ele está tomando, e buscar conscientização para si mesma sobre os problemas da pornografia.

Todos nós precisamos de ajuda nos mais variados desafios da vida, para nos encorajar, desafiar, e até mesmo questionar. O que todos nós precisamos é de amor autêntico – e acho que podemos concordar que isso é algo que todos temos tido dificuldades em encontrar em um mundo que desesperadamente precisa dele.

*Texto traduzido e adaptado de “How should I talk about porn for the first time with my partner?”.  Disponível em: fightthenewdrug.org/how-to-approach-the-subject-of-porn-with-your-partner/

O que você pode fazer?

A verdade é que todos nós precisamos iniciar a conversa sobre pornografia em algum ponto de nossos relacionamentos. Compartilhe este texto, para ajudar mais pessoas a iniciar essa conversa!

Descubra os 3 princípios fundamentais para livrar seu casamento da pornografia: baixe o eBook gratuito: “Casamento x Pornografia”.

Relacionados: