Quando fiz meu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em Teologia, apliquei um questionário para entender melhor a realidade das pessoas que sofrem com a pornografia.

400 pessoas responderam e, além de revelar dados sobre a frequência e os motivos por que veem pornografia, a pesquisa mostrou uma questão muito importante, a partir da seguinte pergunta: “qual sentimento com que você mais se identifica, após ver conteúdo pornográfico?”.

A resposta?

A maioria (52,67%) das pessoas se sente culpada por consumir pornografia (confira o relatório completo).

Muitas também disseram que  se sentem frustradas (43,77%) e apenas pouco mais de 1/4 se sentem satisfeitas. Chama a atenção ainda que o último colocado da lista seja a alegria.

Falta um sorriso nesse rosto?

Essa realidade afeta de muitas maneiras a vida de quem consome pornografia. Culpa, frustração, insatisfação, tristeza… A pornografia nos coloca para baixo. Dá para ver no rosto.

Nessa semana, conheci a incrível obra de Bruna Nazario, fotógrafa de Vila Velha-SC. Em seu TCC, ela abordou o tema da pornografia, mostrando de uma maneira mais subjetiva os males que ela causa.

Seu trabalho “O que a pornografia me causou” é sensível e impactante. Confira a seguir algumas das fotografias e colagens:

© Bruna Nazario

© Bruna Nazario

© Bruna Nazario

© Bruna Nazario

O que você pode fazer?

As estatísticas e a arte concordam: a pornografia traz inúmeros impactos negativos a quem consome, inclusive com relação aos sentimentos que traz a esse consumidor.

Lembre-se disso, quando se sentir tentado. O resultado é devastador. Não vale a pena.

Para conhecer o trabalho completo de Bruna Nazario, acesse: https://www.behance.net/gallery/73444395/o-que-a-pornografia-me-causou

Compartilhe este texto, para que mais pessoas conheçam essa realidade!

Para receber os textos mais recentes no blog, e baixar gratuitamente 2 eBooks para combater a pornografia, faça parte de nossa comunidade!

Relacionados: