Queridas mulheres,

Vocês não me conhecem. Eu sou a mulher que vive do outro lado da tela. Eu sou a mulher que tem amado o homem que “não tem me traído” com vocês. Eu sou aquela que o esperou no quarto enquanto ele estava na sala, com vocês. Eu fiquei acordada o máximo que pude, na maioria das noites.

Uma vez, eu o esperei debaixo das cobertas, fazendo uma pose sedutora, com roupas sedutoras… Ele não sabia que eu o estava esperando, era para ser uma surpresa; mas, ao invés disso, ele ficou na sala com vocês. Por fim, me enrolei nas cobertas e dormi.

Então, eu encontrei vocês. Todas vocês. Um dia, pela manhã, eu quis descobrir o que estava o separando de mim, e eu encontrei todas vocês.

Vocês tiraram meu fôlego. Eu entendi imediatamente por que ele riu quando me viu com lingeries e por que me disse que eu estava ridícula. Eu não posso competir com vocês. Vocês são quase perfeitas. Vocês estão dispostas a fazer todas as coisas que eu não estou, e parecem gostar de fazer isso – ou pelo menos vocês fingem bem o suficiente.

Vocês nunca o decepcionaram. Nunca deixaram louças sujas na pia, nunca o constrangeram em frente aos amigos, nunca pediram seu cuidado ou exigiram seu respeito. Na verdade, vocês nunca precisaram de nada dele, a não ser seu desejo e seu cartão de crédito, e ele pareceu feliz em dar ambos a vocês.

Eu tentei ser como vocês! Vesti roupas mais reveladoras, gastei dinheiro tentando fazer meu corpo se parecer com o de vocês, e sussurrei no ouvido dele as coisas que eu queria que ele fizesse comigo. E fiz tudo isso torcendo para ele não querer que eu fizesse essas coisas. Ele parecia gostar mais de mim dessa maneira, mas eu nunca consegui me livrar do chato hábito de esperar por respeito. No entanto, ele ainda saía de fininho da cama quando achava que eu já estava dormindo, para passar mais tempo com vocês.

Descubra os 3 princípios fundamentais para combater a pornografia em seu casamento: baixe nosso eBook gratuito.

Mas ele não me traiu de verdade, não é mesmo? Ele nunca dormiu “de fato” com vocês. Ele também nunca conheceu vocês, conversou com vocês, ou interagiu com vocês na vida real… Ele nem mesmo sabe o verdadeiro nome de vocês. Então por que é que, quando eu me lembrava de vocês, eu gostaria de fazer algo para esmagar meu coração, para fazer a dor sumir? Se ele não estava sendo “infiel”, por que é que eu tenho certeza de que era em vocês que ele pensava quando estávamos juntos e ele fechava os olhos? Se vocês não eram as amantes dele, por que é que ele dedicou tanto tempo e tanta atenção a vocês, ao invés de ficar comigo?

Eu quase cheguei a desejar que vocês o tivessem tocado, beijado, e tido intimidade com ele. Pelo menos assim a dor que eu sinto faria sentido. Se ele tivesse “realmente” me traído com vocês, ninguém teria dito a mim que eu estava exagerando, pois “isso é coisa de homem”. Mas, aqui estou eu, torcendo para que as coisas melhorem, e para que ele desista de vocês.

Atenciosamente,

A mulher de verdade na vida dele.

*Texto traduzido e adaptado de “An open letter to my husband’s porn performer fantasies”.  Disponível em: fightthenewdrug.org/a-letter-to-my-husbands-porn-star-fantasies/

O que você pode fazer?

A pornografia machuca quem a consome, e também seus relacionamentos. Compartilhe este texto para levar adiante a conscientização de que os impactos causados pela pornografia são reais.

Para compreender os impactos negativos que a pornografia pode trazer ao casamento e protegê-lo desses males, baixe nosso eBook gratuito.

Relacionados: