Você está convencido de que a pornografia é um grande problema. Ela impacta negativamente indivíduos, relacionamentos, e nossa sociedade como um todo. E, claro, também afeta a igreja e seus membros.

Você já está cansado da hipocrisia. A sua mesma, e a de pastores, líderes e outras pessoas que preenchem os bancos eclesiais e convivem com o monstro da pornografia.

Você sabe: é urgente. Precisamos falar sobre pornografia.

Muito bem. Na semana passada, eu falei sobre os principais motivos porque é tão difícil trazer esse assunto à tona dentro das igrejas. Então, hoje, quero dar 3 sugestões para você dar o primeiro passo, e ser a voz que convida irmãos na fé para uma conversa franca sobre esse tema.

1: Fale com um companheiro de batalha

Você não precisa começar com um microfone em mãos.

Na verdade, para iniciar uma transformação em sua igreja, você pode conversar com apenas um(a) companheiro(a) de batalha.

Essa pessoa deve ser alguém de confiança. Alguém com quem você já tenha intimidade, para que você se sinta mais à vontade para conversar abertamente sobre um assunto tão polêmico. Alguém que esteja disposto a lhe ouvir, e que possa lhe abraçar nessa luta.

Leia também: Antes de se abrir com alguém, aqui estão 5 coisas que você deve saber

O tom da conversa deve ser de muita sinceridade, e apesar de isso parecer ser muito desafiador, vocês podem ter certeza de que não estão sozinhos. Afinal, Jesus disse: “onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mt 18.20).

Quando você conversa com seu companheiro de batalha, Jesus promete estar com vocês, e ajudá-los na caminhada.

2: Fale com seus colegas

O segundo contexto em que você pode abordar o tema da pornografia é com um pequeno grupo de colegas de sua igreja.

Lembre-se: eles são seus amigos. Por isso, com quase toda certeza eles vão fazer brincadeiras e piadinhas quando você começar a falar sobre pornografia. É bom você estar preparado para a zoeira (risos).

Por isso, uma das melhores formas de conversar com um grupo de amigos é trazendo dados e fatos.

Você pode falar sobre a quantidade de cristãos que consomem pornografia, sobre como ela destroi tantos relacionamentos, sobre as maneiras como ela afeta o cérebro de seus consumidores, ou sobre a realidade de quem faz parte da indústria pornográfica.

A chave aqui é estar bem informado.

O tom dessa conversa tende a ser menos pessoal, mas pode ser bem informal. E, se você conseguir cativar um grupo de amigos para essa luta por amor, sua igreja estará muito mais próxima de experimentar transformações mais profundas na forma como trata a questão da pornografia.

3: Fale com sua comunidade

Pode ser que chegue o momento em que você vai segurar um microfone para falar sobre pornografia em sua igreja.

Isso lhe parece mais com um sonho, ou com um pesadelo?

Confesso que essa tarefa não é fácil. E, mesmo após ter falado diversas vezes em minha própria comunidade local, e em dezenas de comunidades cristãs ao redor do país, a tarefa continua não sendo fácil.

Você pode se sujeitar a julgamentos, receber questionamentos inesperados e colocar sobre si mesmo um fardo de expectativas das mais variadas – desde a esperança de que esse esforço traga resultados visíveis para a igreja, até o medo de que você não esteja tão preparado assim para essa missão.

Mas a grande verdade é que isso precisa ser feito.

Você pode não ser a pessoa mais bem preparada. Você não precisa ser santo. Você não precisa de um diploma. Você só precisa estar disposto a fazer.

Se você estiver disposto, vai correr atrás de conhecimento para estar bem preparado; vai experimentar as formas como, em Jesus, Deus nos torna santos; e, quem sabe, vai até conquistar um diploma.

De qualquer forma, sua comunidade espera por alguém que inicie esse movimento. Ela pode até não saber, mas precisa disso.

O que você pode fazer?

É fato: em sua igreja há pessoas sofrendo com a pornografia.

Então, se você é um pastor, líder, ou simplesmente um cristão preocupado com essa questão, precisa vencer o medo e trazer o tema para sua igreja.

Para ajudá-lo nesse desafio, quero compartilhar com você um presente:

A apresentação “Mitos e Verdades sobre a Pornografia”! Esse é o material completo em PowerPoint que tenho utilizado, com notas, comentários e referências, desenvolvido após realizar palestras em diversos estados do Brasil, para milhares de pessoas, entre jovens e adolescentes, casais, seminaristas, e membros de igrejas em geral.

Para receber gratuitamente a apresentação completa em PPT, basta informar seu nome e email a seguir:


Ah! E se você gostaria que eu fosse em sua igreja para lhe ajudar a dar o pontapé inicial, com uma palestra sobre pornografia, pode entrar em contato neste link.

Compartilhe este texto, para que mais pessoas compreendam as possibilidades e se sintam encorajadas a falar sobre pornografia em suas igrejas!

Para receber os textos mais recentes no blog, e baixar gratuitamente 2 eBooks para combater a pornografia, faça parte de nossa comunidade!

Relacionados: